Plástica Tocantins Plástica São Paulo Plástica Paraná Plástica Pará Plástica Maranhão Plástica Mato Grosso do Sul Plástica Bahia Plástica Alagoas Plástica Acre Plástica Espirito Santo Plástica Piauí Plástica Mato Grosso Plástica Ceará Plástica Minas Portal Plástica Sergipe Portal Plástica Pernambuco Portal Plástica Rio Plástica Santa Catarina Plástica Rondônia Plástica Paraiba Plástica Rio Grande do Sul Plástica Amazonas Plástica Amapá Plástica Rio Grande do Norte Portal Plástica Goiás Plástica Roraima Plástica Brasília
Mande sua mensagem ou pergunta para Dr. Eduardo Alvares Kalil .
Nome:
E-mail:
Celular: ( )
Cidade:
Mensagem:
Quero receber notificações por
E-mail ou Celular

 

Dr. Eduardo Alvares Kalil

Nome completo: EDUARDO KALIL
Especialização: Cirurgião Plástico
CRM- SP : 127020

PEELING QUÍMICO SUPERFICIAL

Os peelings químicos são um dos procedimentos cosméticos não invasivos mais populares realizados para rejuvenescer a aparência da pele. Com o tempo, fatores como danos causados pelo sol, hereditariedade, dieta, e movimentos repetitivos dos músculos contribuem para a formação de linhas e rugas na face. Além disso, o desenvolvimento de irregularidades de pigmentação ou cicatrizes de acnes podem fazer com que a pele perca sua suavidade e aparência jovem. Muitas vezes realizados na face, pescoço e mãos, os diversos tipos de peelings químicos podem reduzir o aparecimento de rugas faciais, cicatrizes, e pigmentação irregular, bem como tratar lesões pré-cancerígenas de pele.

3D Animation

Peelings superficiais

Os peelings superficiais são a forma mais branda de tratamento de peeling químico. Em geral, os peelings superficiais são realizados usando-se alfa-hidroxiácidos e, em alguns casos, betahidroxiácidos. Os alfa-hidroxiácidos são ácidos que ocorrem naturalmente e que incluem o ácido glicólico, ácido lático e os ácidos de frutas; enquanto que os beta-hidroxiácidos incluem o ácido salicílico. Você pode estar familiarizada com o ácido glicólico e com o ácido salicílico, uma vez que não raro são importantes ingredientes de cremes faciais e adstringentes. Embora a concentração de ácido possa variar dependendo da extensão do tratamento, os ácidos usados para realizar os peelings superficiais não são tão irritantes quanto outros peelings químicos. Na realidade, baixas concentrações de alfahidroxiácidos são amiúde misturadas em cremes faciais ou loções que podem ser usados como parte da rotina diária de cuidados faciais para manter uma aparência jovem. Com curto período de inatividade, os peelings superficiais são um método eficaz para tratar as linhas finas, anormalidades de pigmentação, cicatrizes de acne e pele constantemente seca.

Peelings superficiais

Dano à pele e formação de rugas

A pele é composta de duas camadas conhecidas como epiderme e derme. A epiderme, ou camada exterior da pele, atua como a principal defesa da pele contra o meio ambiente. Consequentemente, essas camadas são danificadas. A derme, ou camada mais profunda da pele, é composta principalmente de tecido conjuntivo. Dentro do tecido conjuntivo da derme, o colágeno e as fibras de elastina formam uma rede que proporciona a estrutura, suporte e elasticidade da pele. Com o tempo, essa rede de fibras também se decompõe, o que além de outros fatores, contribui para a formação de rugas e outras mudanças na aparência.

Dano à pele e formação de rugas

Como funcionam os peelings profundos?

Durante um peeling superficial, uma solução química é aplicada no rosto. A solução provoca um trauma leve, ou lesão, na epiderme, que é composta por cinco camadas distintas. Semelhante à esfoliação da pele, a lesão faz com que as camadas externas danificadas descasquem. Como parte do processo de cicatrização, o aumento do crescimento celular produz camadas inferiores novas e mais saudáveis, que proporcionam à face uma aparência mais viçosa, rejuvenescida. É importante perceber que os peelings superficiais não são destinados ao tratamento de rugas profundas ou de pele significativamente flácida. Nestas circunstâncias, um lifting facial ou injeções de preenchimento da pele podem produzir resultados mais desejáveis.

Como funcionam os peelings profundos?

Preparação para o procedimento

Muitas vezes mencionados como o “peeling da hora do almoço”, em geral os peelings superficiais podem durar entre quinze e trinta minutos. Poucas semanas antes de seu procedimento, seu médico pode recomendar o uso de um produto facial contendo ácido trans-retinóico. Isso porque acredita-se que o ácido transretinóico prepare as camadas exteriores da pele para o tratamento, bem como permite que a solução química do peeling seja uniformemente absorvida pela pele. Talvez seja também necessário lavar o rosto com um sabonete especial vinte e quatro horas antes de seu procedimento. Antes do início do seu procedimento, as áreas do tratamento serão limpas, geralmente usando-se um produto de limpeza facial à base de álcool. Embora você possa sentir uma leve sensação de ardência ou de aquecimento durante o tratamento, muito provavelmente você não sentirá nenhuma dor significativa. Portanto, para um peeling superficial, em geral não é necessário um anestésico.

Preparação para o procedimento

Procedimento para o peeling superficial

Usando uma esponja ou uma escova, o médico aplicará a solução química em áreas individuais sobre todo o rosto. A solução penetrará em sua pele por cerca de quinze minutos e, em seguida, será removida ou neutralizada com outra substância. Em geral, os peelings superficiais tratam a epiderme, motivo pelo qual os efeitos do tratamento são inferiores do que outros tipos de peelings químicos. A solução química usada durante um peeling superficial danifica as camadas mais externas da epiderme, o que faz com que descasquem. O processo de cicatrização desencadeia o crescimento celular, que gera novas camadas de pele. Além disso, o processo de cicatrização também estimula a produção de colágeno e elastina na derme. À medida que a pele danificada descasca, a nova pele é revelada, dando ao rosto uma aparência mais suave, revitalizada.

Procedimento para o peeling superficial

Resultados de peelings superficiais

Em geral, os resultados de um peeling superficial são moderados em comparação com formas mais agressivas de tratamento, como um peeling médio ou profundo. No entanto, isso também significa que os riscos associados com o procedimento normalmente são menores. Seu médico pode recomendar repetidos tratamentos em intervalos regulares. Por exemplo, algumas pessoas recebem tratamento semanal ou mensalmente até que o resultado desejado seja alcançado. É importante perceber que a aparência de sua pele continuará a mudar e envelhecer após um tratamento de peeling superficial. No entanto, os peelings superficiais são um método rápido e eficaz para rejuvenescer sua pele.

Resultados de peelings superficiais

 
Cirurgia Plástica é Com Cirurgião Plástico
Pesquisa Google
 

Cadastre-se | Cirurgiões Plásticos | Vídeos | Fotos | Notícias & Matérias | Cirurgias Plásticas | Quem Somos | Contatos

Acesse Também: BA - GO - PE - SE


Movimento Nacional de Valorização da Cirurgia Plástica