Plástica Tocantins Plástica São Paulo Plástica Paraná Plástica Pará Plástica Maranhão Plástica Mato Grosso do Sul Plástica Bahia Plástica Alagoas Plástica Acre Plástica Espirito Santo Plástica Piauí Plástica Mato Grosso Plástica Ceará Plástica Minas Portal Plástica Sergipe Portal Plástica Pernambuco Portal Plástica Rio Plástica Santa Catarina Plástica Rondônia Plástica Paraiba Plástica Rio Grande do Sul Plástica Amazonas Plástica Amapá Plástica Rio Grande do Norte Portal Plástica Goiás Plástica Roraima Plástica Brasília
Mande sua mensagem ou pergunta para Dr. Eduardo Alvares Kalil .
Nome:
E-mail:
Celular: ( )
Cidade:
Mensagem:
Quero receber notificações por
E-mail ou Celular

 

Dr. Eduardo Alvares Kalil

Nome completo: EDUARDO KALIL
Especialização: Cirurgião Plástico
CRM- SP : 127020

PROTETOR SOLAR

Atualmente, a maioria das pessoas está consciente de pelo menos alguns dos efeitos prejudiciais que a luz solar tem sobre a pele. Além de dolorosas queimaduras causadas pelo sol, a exposição excessiva à luz solar pode causar danos que envelhecem prematuramente a pele, causar manchas, e aumentar consideravelmente o risco de vários tipos de câncer de pele. Infelizmente, embora tenhamos conhecimento de que proteger a pele exposta é importante, com uma grande variedade de protetores solares, filtros solares, cremes, géis, sprays, loções, comercializados em diferentes concentrações e para diferentes fins, pode ser difícil determinar qual a melhor forma de proteger sua pele

3D Animation

Protetor solar – Introdução

Atualmente, a maioria das pessoas está consciente de pelo menos alguns dos efeitos prejudiciais que a luz solar tem sobre a pele. Além de dolorosas queimaduras causadas pelo sol, a exposição excessiva à luz solar pode causar danos que envelhecem prematuramente a pele, causar manchas, e aumentar consideravelmente o risco de vários tipos de câncer de pele. Infelizmente, embora tenhamos conhecimento de que proteger a pele exposta é importante, com uma grande variedade de protetores solares, filtros solares, cremes, géis, sprays, loções, comercializados em diferentes concentrações e para diferentes fins, pode ser difícil determinar qual a melhor forma de proteger sua pele.

Protetor solar – Introdução

Os raios solares prejudiciais

Quando se trata de evitar queimaduras e danos causados pelo sol, as formas de luz solar com as quais mais nos preocupamos são as invisíveis ondas de luz ultravioleta classificadas como UVA e UVB. Os raios UVA e UVB passam pelo ar para a superfície da Terra, e podem até mesmo passar por nuvens e, por este motivo, é possível ficar bronzeado em um dia nublado. Aproximadamente 95% da luz ultravioleta que penetra na sua pele é UVA. Essa forma é a responsável pelo bronzeamento, penetrando mais profundamente do que a UVB, e é um fator importante nas causas que contribuem para lesões e cânceres de pele. O UVB é responsável por cerca de 5% da luz ultravioleta que atinge sua pele. Embora o raio UVB não penetre tão profundamente como o UVA, tem mais energia e é a principal causa de queimaduras causadas pelo sol. A maioria dos protetores solares protege contra os raios UVB, e poucos protegem tanto contra os raios UVA quanto os UVB. O grau do fator de proteção solar (FPS) é uma medida geral de quanto um protetor solar protege contra o desenvolvimento de uma queimadura causada pelos raios UVB.

Os raios solares prejudiciais

FPS

O FPS mede o tempo que demora para produzir uma reação à queimadura causada pelo sol na pele protegida em comparação com a pele exposta. Entretanto, é melhor não acreditar que é possível ficar ao sol 10 vezes mais tempo com o protetor solar FPS 10, porque há conceitos errados sobre o FPS e o protetor solar. O FPS mede apenas a proteção contra os raios UVB e não contra os raios UVA. Além disso, um protetor solar com FPS 30 não é duas vezes mais eficaz que o com FPS 15. Um protetor solar com FPS 15 bloqueia cerca de 93% dos raios UVB; enquanto que um protetor solar com FPS 30 bloqueia cerca de 97%. Além disso, geralmente as pessoas aplicam protetor solar mais escassamente do que o recomendado, o que reduz o FPS. Os protetores solares que afirmam ser resistentes à água desaparecerão depois de cerca de 40 minutos se em contato com a água, e aqueles que afirmam ser muito resistentes à água protegem por até 80 minutos. Certos rótulos como “à prova d’água, filtro solar e proteção durante o dia inteiro” são enganosos, e, por este motivo, as agências governamentais em várias partes do mundo recomendaram a suspensão de seu uso nos frascos dos protetores solares.

FPS

Tipos de protetores solares e como eles agem

Os protetores solares podem ser classificados pela forma como protegem contra a luz UV, bem como pelo tipo de proteção UV que proporcionam. Os protetores solares protegem contra os danos causados por raios UV, seja por meio químico ou físico, ou uma combinação de ambos. Os protetores solares químicos são absorvidos pela pele e são destinados a deter os raios UV antes que danifiquem a pele. Quando a luz UV atinge as moléculas do protetor solar, a energia absorvida excita as moléculas, que liberam a energia como calor à medida que retornam a seu estado anterior. Inversamente, os protetores solares físicos agem como uma película protetora na superfície da pele. A luz UV que atinge as moléculas do protetor solar ou é absorvida pelo protetor solar ou é dispersa e refletida longe antes de penetrar na pele. A maioria dos protetores solares protege contra os raios UVB, mas poucos são aqueles conhecidos como protetores solares de amplo espectro ou pleno espectro que protegem tanto contra os raios UVA quanto UVB. Se um protetor solar bloqueia apenas contra os raios UVB ou ambos os raios UVA e UVB vai depender de seus componentes.

Tipos de protetores solares e como eles agem

Componentes dos protetores solares

Um dos primeiros componentes utilizados nos modernos protetores solares era o ácido para-aminobenzóico ou PABA. Embora o PABA proteja contra os raios UVB ele produz reações adversas em algumas pessoas, motivo pelo qual algumas vezes é possível ver especificado em alguns frascos “sem PABA”. Hoje os cinamatos são os ingredientes usados com mais frequência para a proteção contra os raios UVB. Dois agentes protetores contra a radiação UVA cada vez mais comuns são a avobenzona e o Mexoryl SX (também chamado de ecamsule). Entre os ingredientes de protetores solares físicos os compostos metálicos, como o óxido de zinco ou dióxido de titânio, são comuns e protegem contra os raios UVA e UVB. Algumas vezes, esses ingredientes metálicos de protetores solares físicos são misturados em protetores solares químicos junto com outros ingredientes químicos.

Componentes dos protetores solares

Aditivos dos protetores Solares

Como você pode perceber ao olhar a parte de trás de um frasco, em geral os protetores solares contêm uma variedade de componentes. Alguns deles agem com outras substâncias químicas para aumentar o FPS, estabilizar os componentes de modo a evitar que se decomponham após exposição aos raios UV, ou reduzir a sensação oleosa. Outros aditivos também podem estar incluídos, como perfumes, agentes emolientes, antioxidantes, cremes hidratantes, e até mesmo repelentes contra insetos. Entretanto, lembre-se que, embora alguns desses produtos possam ser convenientes nem todos são destinados para os mesmos fins. Por exemplo, o repelente contra insetos DEET não precisa ser aplicado com tanta frequência, como recomenda-se para os protetores solares. Caso a exposição ao sol seja por um período de tempo que exija várias aplicações, a melhor escolha pode ser um protetor solar e um repelente contra insetos separados.

Controvérsia em torno dos protetores solares

Controvérsia em torno dos protetores solares

Existe alguma controvérsia sobre o uso de protetores solares. Como resultado da exposição aos raios UV, o organismo produz vitamina D e algumas pessoas estão preocupadas se o uso de protetor solar pode causar uma deficiência. No entanto, descobriuse que as pessoas mantêm os níveis de vitamina D normais com o uso de protetor solar adequado, e aquelas com uma deficiência ou exposição solar mínima podem obter vitamina D adicional em suplementos. Outra preocupação decorre de uma observação que, uma vez que os protetores solares protegem contra os raios UVB, responsáveis pelas queimaduras causadas pelo sol, as pessoas ficam mais tempo no sol, aumentando potencialmente o risco de desenvolver cânceres de pele do tipo melanoma devido à exposição aos raios UVA. Para reduzir este risco, deve-se usar um protetor solar com proteção contra radiação UVA

Controvérsia em torno dos protetores solares

Uso e aplicação adequados de protetor solar

Os dermatologistas recomendam usar um protetor solar de amplo espectro com FPS 15 ou maior. Aplicar a quantidade recomendada no frasco do protetor solar quinze a trinta minutos antes da exposição ao sol. Agitar bem o frasco e lembrar-se de aplicar o protetor solar em áreas freqüentemente esquecidas, como as orelhas, parte de trás do pescoço, ponte do nariz, couro cabeludo, mãos e pés. Reaplicar o protetor solar a cada duas horas ou após enxugar-se com a toalha depois de nadar. O protetor solar é apenas uma maneira de proteger-se do sol. Além disso, tentar evitar a exposição ao sol entre às 10h e 14h quando o sol é mais intenso. Sempre que possível, usar camisas de manga comprida e calças, e um chapéu de aba grande para proteger sua cabeça e pescoço. Os bebês com menos de 6 meses de idade têm uma pele especialmente fina e sensível e devem ser protegidos do sol. Uma vez que muitas vezes as crianças recebem muito mais exposição ao sol do que os adultos, mas tendem a não gostar de protetor solar, atualmente uma variedade de protetores solares físicos vem em cores e embalagens estimulantes de modo a torná-los mais atraentes.

Uso e aplicação adequados de protetor solar

Escolhendo o protetor solar correto

Sempre optar por um filtro solar de amplo espectro que proteja contra ambos os raios UVA e UVB. Em geral, os protetores solares físicos oferecem a melhor proteção contra o sol, mas muitas vezes são visíveis na pele. Como uma solução, alguns protetores solares reduzem a quantidade dos componentes de óxido de zinco e dióxido de titânio para evitar resíduos visíveis. Determinar o FPS correto a ser usado depende da suscetibilidade de cada pessoa às queimaduras e da quantidade de tempo sob o sol. A eficácia de seu protetor solar dependerá da forma que ele será aplicado e de seus componentes protetores. Caso sua pele seja sensível a um determinado componente ou aditivo do protetor solar, ou você não goste do modo como o protetor solar reage em sua pele, é possível usar seu novo conhecimento sobre protetores solares para encontrar uma formulação diferente apropriada às suas necessidades.

Escolhendo o protetor solar corretor

 
Cirurgia Plástica é Com Cirurgião Plástico
Pesquisa Google
 

Cadastre-se | Cirurgiões Plásticos | Vídeos | Fotos | Notícias & Matérias | Cirurgias Plásticas | Quem Somos | Contatos

Acesse Também: BA - GO - PE - SE


Movimento Nacional de Valorização da Cirurgia Plástica